Antes considerado por muitos o melhor lutador de MMA da história, Anderson Silva não goza mais do mesmo prestígio entre os fãs do esporte. Após duas derrotas seguidas para Chris Weidman e uma suspensão por doping após vitória – que teve seu resultado alterado para “luta sem resultado” – sobre Nick Diaz, o “Spider” acumulou derrotas para Michael Bisping e Daniel Cormier, até voltar a vencer contra Derek Brunson, em polêmica decisão dos juízes, no UFC 208. Mas o pior ainda estava por vir.

Enquanto se preparava para fazer a luta principal do UFC Xangai, contra Kelvin Gastelum, o ex-campeão peso-médio foi notificado pela Agência Antidopagem dos EUA (USADA, na sigla em inglês), por uma possível violação às substâncias permitidas pelo Ultimate, fora do período de competição. Por isso, Anderson foi suspenso preventivamente, enquanto a entidade investiga o caso.

A notícia do possível segundo doping do brasileiro caiu como uma bomba no mundo das lutas. Aos 42 anos, uma suspensão, bem provável caso o erro seja comprovado, pode significar o fim de sua carreira. A repercussão nas redes sociais foi enorme, principalmente no Twitter. Entre os atletas, muitas críticas, lamentações e até insultos foram proferidos contra o brasileiro.

O Combate.com separou algumas das “twittadas” de competidores do UFC e outras organizações. Confira abaixo:

Seu adversário, Kelvin Gastelum, lamentou ao ver a luta cair:

– Respirar, inspirar, expirar… chorar – postou Gastelum.

Já o falastrão Colby Covington xingou Anderson, assim como fez no UFC SP:

– Surpresa, surpresa! Outro animal sujo fracassou – publicou Covington.

Última “vítima” de Anderson Silva, Derek Brunson foi além e sugeriu até recorrer da derrota sofrida para o brasileiro:

– E vocês pensaram que eu só estava arrumando desculpas. Em minhas últimas oito lutas no UFC, tenho seis vitórias e duas derrotas. Seis nocautes no primeiro round, uma derrota para o campeão e uma decisão perdida para Anderson. WOW! Na verdade tenho sete vitórias e só uma derrota – declarou.

O ex-peso-mosca do UFC Ian McCall ironicamente ampliou sua crítica para os brasileiros:

– Hmmm… Por que os brasileiros são tããããão sarados? – provocou McCall.

Já Kenny Florian, também ex-UFC, usou apenas um emoji de reprovação ao ler a notícia:

O peso-leve Will Brooks chamou Anderson de “trapaceiro”:

– Esse esporte tem sido um circo ultimamente. Trapaceiros vão trapacear – comentou Brooks em um retweet.

O peso-pesado Chase “Vanilla Gorilla” Sherman se mostrou surpreso:

– Que p… é essa que está acontecendo? – exclamou.

O inglês Scott Askham, que lutava na divisão de Anderson, chamou a atenção para a comuns justificativa de “contaminação de suplementos”:

– Cansado disso tudo! Quantos suplementos “contaminados” teremos por aí? Trapaceiros! Lutem limpos! – disse Askham.

Em ascensão no peso-leve, o americano James Vick também reprovou Anderson Silva:

Tive grandes momentos ontem na Fundação Taylor Hooton com a KO Reps. Sensibilizando os outros sobre os perigos de drogas de aumento de performance. Trapacear é besteira! – postou, reprovando Anderson com hashtags e se dizendo livre de substâncias proibidas.

Até o campeão meio-médio do One FC, o invicto Ben Askren, criticou Anderson:

– Esses perdedores precisam aprender a tomar só o que é necessário e lutar com o que tem. O corpo livre de drogas pode vencer qualquer luta. Totalmente limpo desde o primeiro dia! – respondeu Askren em um “retweet” que pedia o fim da USADA.

Fonte: Combate.com