O empate em 0 a 0 com o Peru complicou as chances da Argentina para ir à Copa do Mundo, colocando pressão sobre a equipe de Jorge Sampaoli para a rodada final do torneio, quando enfrentará o Equador na altitude de Quito. De acordo com estatísticas da Fundação Getúlio Vargas (FGV), os hermanos têm 63% de chances de ficar fora do próximo Mundial (terminar abaixo do quinto lugar nas Eliminatórias), um número que pode assustar os torcedores. Entretanto, com a tabela do torneio “embolada”, os argentinos podem ir à repescagem até mesmo com uma derrota.

Chances de classificação nas Eliminatórias da América do Sul

SELEÇÃO VAGA DIRETA REPESCAGEM FICAR FORA
Brasil 100% 0% 0%
Uruguai 99,99% 0,01% 0,01%
Chile 55,46% 35,36% 9,18%
Colômbia 64,21% 16,03% 19,76%
Peru 28,74% 19,27% 51,99%
Argentina 25,96% 10,64% 63,41%
Paraguai 25,64% 18,7% 55,66%
Equador 0% 0% 100%
Bolívia 0% 0% 100%
Venezuela 0% 0% 100%

O que a Argentina precisa?

Os mais hermanos mais otimistas podem se apegar a um fato: manter-se vivo na briga por uma vaga ainda depende apenas próprios hermanos, pois uma vitória sobre o Equador, coloca os argentinos ao menos no quinto lugar, independentemente de outros resultados. Mas o que os argentinos precisam para uma vaga direta? A classificação está na mão do Brasil? Veja todas as chances da Argentina de ir (ou não) à Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Com os resultados desta quinta-feira, apenas o Brasil continua garantido, enquanto as outras três vagas diretas e a classificação à repescagem contra a Nova Zelândia seguem em aberto.

  • Se vencer o Equador

Uma vitória simples contra o Equador leva a Argentina ao menos para o quinto lugar, na zona de repescagem da Copa do Mundo, que será disputada contra a Nova Zelândia. No entanto, o resultado ainda pode colocar os argentinos direto no Mundial. Para isso, precisa torcer por ao menos uma dessas combinações:

  1. Chile empatar ou perder para o Brasil, na Arena Palmeiras
  2. Peru e Colômbia empatarem, em Lima
  3. Peru vence a Colômbia, mas por um saldo menor que o da Argentina contra o Equador (ex: Argentina 2 a 0, e Peru 1 a 0).
  • Se empatar com o Equador

Com um empate, a Argentina iria aos 26 pontos e, no máximo, conseguiria uma vaga na repescagem. Para isso, precisa que dois resultados de três possíveis aconteçam:

  1. Peru perder para a Colômbia, em Lima
  2. Paraguai não vencer a Venezuela, em Assunção
  3. Chile perder por mais de um gol para o Brasil

Se dois desses resultados não acontecerem, a Argentina fica fora da Copa do Mundo com um empate.

  • Se perder para o Equador

A Argentina tem chances de ficar na quinta colocação, a zona da repescagem, até mesmo se for derrotada diante do Equador. Para isso, precisa de outros dois resultados combinados: uma derrota do Peru por maior diferença de gols do que o seu próprio revés e um empate ou derrota do Paraguai diante da Venezuela.

  • Argentina na mão do Brasil?

Apesar da zoeira, não é bem assim. Uma derrota do Brasil para o Chile realmente não vai ajudar muito a Argentina. Mas, ainda assim, eles têm chances de classificação.

Se vencerem o Equador, vão ao menos para a zona de repescagem. E, caso Peru e Colômbia empatem ou os peruanos vençam por um saldo menor que os argentinos, os hermanos vão direto ao Mundial.

No caso de um empate da Argentina com o Equador e vitória do Chile sobre o Brasil, os argentinos ficam na torcida de uma vitória da Colômbia sobre o Peru e um tropeço do Paraguai diante da Venezuela para ir à repesacagem.

Fonte: G1.com